Acesse o menu principal
Blog do Google Brasil
Google.org

Desafio de Impacto do Google.org por um futuro melhor para mulheres e meninas

Article's hero media

Oferecer a mulheres e meninas recursos e oportunidades que permitam transformar seu potencial em poder é um movimento capaz de mudar a trajetória de vida dessas pessoas e causar efeitos positivos em toda a comunidade. Pude observar isso com meus próprios olhos, quando morei na Índia. Lá, programas de saúde pública que colocam tanto recursos quanto a tomada de decisões na mão de mulheres produziram resultados melhores para as famílias e as cidades atendidas. E vivi isso eu mesma, nas ocasiões em que meus chefes – sejam homens ou mulheres – me deram a oportunidade de ir além e apostaram na minha capacidade de liderança.   

Por isso, é um grande prazer lançar o Desafio de Impacto para Mulheres e Meninas. Estamos convidando organizações sem fins lucrativos e entidades sociais de todo o mundo a enviar projetos voltados para o avanço do empoderamento econômico de mulheres e meninas, com o objetivo de abrir caminho para a prosperidade. O Google.org vai oferecer um total de US$ 25 milhões, e as organizações beneficiadas pelo Desafio de Impacto receberão consultoria de Googlers, bem como recursos para criarem anúncios e outras formas de apoio que ajudarão a pôr essas iniciativas em prática. Desde que comecei a trabalhar com filantropia, há 20 anos, pude observar mulheres e meninas de todo o mundo alçarem voos cada vez mais altos – e me emocionei quando a ONU anunciou, em 2015, que “alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas” seria um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Mesmo assim, a situação entre homens e mulheres permanece desequilibrada, e essas desigualdades se acentuaram com a pandemia. Em todo o mundo, a probabilidade de uma mulher perder o emprego como resultado da COVID-19 é duas vezes maior que a dos homens, e só nos Estados Unidos as mulheres perderam mais de 5,4 milhões de empregos – o que equivale a 55% dos postos de trabalho fechados em 2020. As mulheres também arcam com uma carga desproporcional do trabalho doméstico não-remunerado, e calcula-se que 20 milhões de meninas em todo o planeta correm o risco de abandonar a escola definitivamente. Demissões, perda de renda e falta de acesso à educação vão impedir o avanço econômico de mulheres e meninas, sobretudo em comunidades carentes, num ciclo que pode afetar mais gerações futuras.   

Essa realidade alarmante pede ações rápidas e de grande impacto. Temos a responsabilidade coletiva de assegurar que gerações de mulheres e meninas, não importa sua história ou origem, possam viver num mundo onde o tratamento seja igualitário, e tenham condições de atingir seu pleno potencial. Ao longo dos últimos cinco anos, o Google.org ofereceu mais de US$ 55 milhões a organizações sem fins lucrativos que trabalham pelo avanço da igualdade de gênero e para aumentar o acesso a oportunidades para mulheres e meninas, em dezenas de países. Temos também instituições donatárias como National Domestic Workers Alliance [Aliança Nacional de Trabalhadoras Domésticas], Laboratoria e GiveDirectly, que se dedicam a essa causa. O novo Desafio de Impacto Social dá continuidade a esse trabalho.    

É uma honra estar ao lado dos parceiros da Vital Voices e do Project Everyone, além de um fenomenal grupo de especialistas com quem contamos neste trabalho fundamental, que ocorre ao redor do mundo.    Esse painel é composto por mulheres líderes de mais de 15 países, com conhecimentos profundos de políticas públicas globais, defesa de direitos, pesquisa, negócios, tecnologia e outras áreas importantes. Elas ajudarão a nos orientar na seleção das ideias com potencial para causar mais impacto. 

Painel de especialistas do Desafio de Impacto para Mulheres e Meninas

Se você estiver trabalhando num projeto inovador, que apoie mulheres e meninas, ou se tiver uma ideia ousada para transformar as oportunidades econômicas oferecidas a elas, acesse g.co/womenandgirlschallenge, inscreva-se no Desafio e confira mais informações. As organizações interessadas podem enviar suas propostas até o dia 9 de abril, e os vencedores serão anunciados ainda este ano.