Acesse o menu principal
Blog do Google Brasil
Google Ads

Algumas mudanças em nossa tecnologia de anúncios



*Publicado originalmente no blog “Google na Europa

As ferramentas usadas por publishers e anunciantes digitais – que costumam ser chamadas de “ad tech”, ou tecnologia de anúncios – ajudam sites e apps a ganhar dinheiro e com isso financiar conteúdo de alta qualidade. Essa tecnologia também ajuda os anunciantes parceiros do Google, sejam grandes ou pequenos, a alcançar novos clientes e aumentar suas vendas. Nossas ferramentas tecnológicas para anúncios são criadas para funcionar tanto com parceiros quanto com concorrentes. Por isso oferecemos acesso a dados de publicidade capazes de apoiar a monetização de editores – e também por isso abrimos o acesso a mais de 700 plataformas concorrentes de publicidade e 80 plataformas de editores em nossos produtos.

Ao longo dos últimos dois anos, trabalhamos com a Autoridade Francesa de Concorrência (FCA, na sigla em inglês) e respondemos às dúvidas do órgão sobre nossa tecnologia de anúncios, mais especificamente sobre o Google Ad Manager, nossa plataforma para veículos de mídia.

Acreditamos que o Google oferece serviços de grande valor, capazes de concorrer por mérito próprio. Ao mesmo tempo, temos o compromisso de trabalhar de forma ativa com agências reguladoras de todos os lugares para melhorar nossos produtos. Por isso, como parte de uma decisão geral resultante da investigação da FCA, concordamos com uma série de compromissos para facilitar a vida de publishers que queiram usar nossos dados e ferramentas junto com outras tecnologias de anúncios. Nos próximos meses vamos testar e desenvolver essas mudanças na França antes de lançá-las para um público mais amplo – algumas delas, globalmente. 

Mais acesso a dados

Atualmente, quando anunciantes usam o Google Ad Manager para participar da rede de anúncios do Google, ele recebe o mesmo acesso aos dados de nossos leilões, que os ajudam a comprar espaço publicitário dos publishers de forma eficiente.

Uma vez que é possível escolher entre diversas redes de anúncios, em algumas ocasiões os veículos de mídia usam uma tecnologia chamada Header Bidding para fazer um leilão entre diversas redes. Como esses leilões Header Bidding ocorrem fora da nossa plataforma, em geral é tecnicamente impossível que o Google identifique os participantes – e, consequentemente, não podemos compartilhar dados com esses anunciantes.

Com os novos compromissos, vamos trabalhar para criar uma solução que garanta que todos os anunciantes com os quais o publisher trabalha (incluindo aqueles que participam do Header Bidding) tenham o mesmo acesso a dados sobre os resultados do leilão do Ad Manager. Vamos oferecer informações especificamente sobre o “lance mínimo para ganhar” registrado em leilões anteriores. 

Mais flexibilidade

Veículos que usam o Ad Manager sempre puderam vender anúncios por meio de várias plataformas diferentes de publicidade, e sempre tiveram a possibilidade de negociar termos com outras plataformas de publishers para implantar estratégias comerciais voltadas a compradores específicos. Essa flexibilidade permite a publishers e anunciantes misturar diferentes parceiros de tecnologia, para atender a diferentes necessidades.

Vamos aumentar ainda mais a flexibilidade do Google Ad Manager, para atender às constantes mudanças nas necessidades de nossos parceiros. Isso inclui permitir o estabelecimento de regras sob medida para preços no caso de anúncios de categorias sensíveis, bem como implantar mudanças em produtos para aprimorar a interoperabilidade entre o Ad Manager e os servidores de publicidade de terceiros. Além disso, reafirmamos que não vamos impedir que os publishers do Ad Manager negociem termos ou preços específicos diretamente com outras plataformas de venda (ou SSPs, sigla em inglês para “sell-side platforms”). E seguiremos dando e eles controles para incluir ou excluir determinados anunciantes compradores, a seu próprio critério, no Ad Manager.
 

Nosso compromisso com a transparência

Estamos trabalhando há anos para aumentar cada vez mais a transparência dos anúncios programáticos – incluindo medidas para simplificar nossas plataformas. Como exemplo, unimos nosso servidor de anúncios para veículos de mídia à nossa rede de anúncios, criando o Google Ad Manager. Além disso, passamos para um sistema de leilão com preço inicial unificado no Ad Manager, que reduz a complexidade e cria um ambiente justo e transparente para todos. 

Como parte desses compromissos, reafirmamos a promessa de não usar dados de outras SSPs para otimizar lances em nossa rede, de um jeito que outras plataformas não possam reproduzir. Reafirmamos também a promessa de não compartilhar qualquer lance, de qualquer participante de leilão no Ad Manager, com qualquer outro participante do leilão antes que ele tenha sido encerrado. E mais: avisaremos aos publishers com no mínimo três meses de antecedência sempre que houver alguma mudança de grande porte, que exija um trabalho significativo de implantação – a não ser que essas mudanças estejam relacionadas a proteções de segurança ou privacidade, ou que sejam exigidas por lei.

Estamos sempre trabalhando para melhorar nossos produtos de tecnologia de anúncios, para ajudar os publishers a financiar seu conteúdo e seus negócios – e apoiar os anunciantes na tarefa de alcançar clientes de forma eficiente. Sabemos que a tecnologia de anúncios desempenha um papel importante no acesso a conteúdo e informações, e temos o compromisso de colaborar com as agências reguladoras e investir em novos produtos e tecnologias, capazes de aumentar o leque de escolhas e os resultados colhidos pelos editores em nossas plataformas.