Acesse o menu principal
Blog do Google Brasil
Proteção & Segurança

Protegendo suas informações privadas



A privacidade está no centro de tudo o que fazemos, seja garantindo a segurança de suas videoconferências no Meet, protegendo você contra ameaças ou sendo a primeira grande empresa a decidir não disponibilizar reconhecimento facial para uso comercial, além de criar princípios de IA claros e que proíbam o uso de nossas ferramentas para fins de vigilância.


Ao desenvolver nossos produtos, focamos em três princípios importantes: manter suas informações seguras, tratá-las com responsabilidade e deixar você no controle. Hoje, estamos anunciando melhorias na privacidade para avançarmos nesse caminho, atualizando nossas práticas de retenção de dados na base dos nossos principais produtos e tornando padrão a exclusão automática dessas informações.


Dados tratados com responsabilidade

Acreditamos que os nossos produtos devem guardar suas informações apenas enquanto forem úteis para o usuário, seja para encontrar seus destinos favoritos no Google Maps ou receber recomendações sobre o que assistir no YouTube.


Pensando nisso, no ano passado apresentamos um controle que permite excluir automática e contínuamente dados do seu Histórico de Localização, pesquisa, voz e atividades do YouTube após 3 ou 18 meses. Assim, continuamos nos desafiando a fazer mais com menos. Hoje estamos mudando nossas práticas de retenção de dados para tornar a exclusão automática o padrão nas configurações de atividades.


Funciona assim: a partir de hoje, quando você habilitar o Histórico de Localização – que está desativado por padrão – sua opção de exclusão automática estará definida para 18 meses. A exclusão automática de Atividades da Web e de Apps também será padronizada para 18 meses para novas contas. Isso significa que, após 1 ano e meio, seus dados de atividades serão apagados de forma automática e contínua, e não mantidos até que você opte por excluí-los. Você sempre pode desativar essas configurações ou alterar sua opção de exclusão automática.


Para usuários existentes que já habilitaram o Histórico de Localização e as Atividades da Web e de Apps, as configurações permanecem as mesmas. Mesmo assim, o Google vai sempre lembrá-los de que existe a opção de usar o controle de exclusão automática de dados, enviando alertas e e-mails. Com isso, cada pessoa pode estabelecer um prazo que se ajuste às próprias necessidades.

Ao tornar a nova configuração de retenção de dados o padrão em mais produtos, estamos nos guiando pelo princípio de que os produtos devem guardar informações apenas enquanto for útil para você. Por exemplo, estamos estendendo isso para o YouTube, cuja exclusão automática será definida para 36 meses por padrão no caso de contas novas ou de quem ativar o Histórico do YouTube pela primeira vez. Trata-se de um avanço em relação à prática atual no setor e garante que o YouTube continue a fazer recomendações relevantes com base no que você assistiu ou ouviu no passado - como informar se sua série favorita lançou outra temporada ou quando seu artista favorito soltou um novo álbum.

Os usuários que já possuem conta ainda podem escolher pela exclusão automática de 3 ou 18 meses. Os períodos de retenção padronizados não se aplicarão a outros produtos, como Gmail, Drive e Fotos, os quais foram criados para armazenar com segurança seu conteúdo pessoal.


Reforçamos que o Google, como sempre, não vende suas informações a ninguém e não usa informações em aplicativos nos quais você armazena, principalmente conteúdo pessoal – como Gmail, Drive, Agenda e Fotos – para fins publicitários.


Controle: quem decide é você

As escolhas de privacidade são pessoais, e por isso o Google está sempre trabalhando para que cada usuário faça as próprias opções. Isso pode ser, por exemplo, ajudando as pessoas a administrar suas configurações, graças às ferramentas pró-ativas disponíveis na Conta Google; ou facilitando ainda mais sua vida na hora de encontrar e acessar essas configurações em nossos produtos. Estamos anunciando hoje atualizações a diversas ferramentas de privacidade do Google.

  • Acesso aos controles da sua Conta Google na Busca: Estamos também facilitando o acesso às informações da sua Conta Google já na Busca. Em breve, quando você estiver logado à sua conta, será possível pesquisar assuntos como “Check-up de privacidade do Google” e “Minha Conta Google está segura?”. Assim, uma caixa visível apenas para o proprietário da conta vai mostrar as configurações de privacidade e segurança, permitindo que cada usuário faça os ajustes que desejar.
  • Acesso mais fácil ao modo Anônimo: Estamos também tornando mais fácil acessar o modo Anônimo em nossos aplicativos mais populares. Basta um clique longo sobre a foto de perfil do usuário na Busca, no Mapas e no YouTube. Este recurso já está disponível no Google App para iOS, e em breve estará funcionando no Android e em outros aplicativos. Estamos trabalhando também tornar mais fácil se manter no modo Anônimo em diversos apps do Google, tais quais Mapas e YouTube, e logo teremos mais notícias sobre isso.
  • Mais controles proativos de privacidade: Todos os anos, mais de 200 milhões de pessoas acessam o Check-up de Privacidade. Agora, essa ferramenta contará com recomendações pró-ativas e dicas para ajudar você a administrar suas configurações de privacidade.

Protegendo suas informações proativamente Para proteger a privacidade das pessoas, o Google sabe que precisa contar com a mais avançada segurança. Por isso oferecemos proteções automáticas em todos os nossos produtos. Isso inclui a Navegação Segura, que protege mais de quatro bilhões de aparelhos de phishing e malware todos os dias, e a Google Play Protect, que verifica seus aplicativos antes, durante e depois de serem baixados com o objetivo de ajudar a manter seus dispositivos seguros.


Há cinco anos, lançamos a Verificação de Segurança, uma central de fácil acesso para proteção da sua Conta do Google. Com um clique, daremos a você um quadro da segurança da sua conta, bem como recomendações personalizadas para ajudá-los a manter seus dados seguros. Nas próximas semanas, o Check-up de Senhas, nossa ferramenta que verifica se as senhas salvas na sua Conta do Google foram comprometidas, se tornará uma parte essencial do Security Checkup.


Mais de 100 milhões de pessoas já usaram o Check-up de Senhas e observaram uma redução de 30% nas violações de senhas – essa ferramenta tem se mostrado incrivelmente eficaz em manter as pessoas seguras não apenas no Google, mas na web. Como os demais elementos da Verificação de Segurança, vamos fornecer as informações necessárias para que você possa proteger qualquer conta sob risco de modo automático. Agora que esse recurso está integrado à Conta do Google e ao Chrome, a extensão do Check-up de Senha para Chrome será desativada ao longo dos próximos meses.

Investimento em tecnologias de privacidade Cuidar dos dados do usuário de forma responsável significa garantir a privacidade das informações. Graças aos avanços nas tecnologias de preservação de privacidade, as proteções do Google estão cada vez mais fortes e hoje são usadas em todos os nossos produtos. Um exemplo: a privacidade diferencial impulsiona os Relatórios de Mobilidade Comunitária, que ajudam autoridades sanitárias a combater o coronavírus usando dados de localização que preservam a privacidade das pessoas. Esse recurso também é usado no Google Maps, para que os usuários saibam, em tempo real, se um restaurante está cheio – sem jamais revelar quem está no local. Neste ano, de modo pioneiro, usamos privacidade diferencial e aprendizado federado, uma técnica que inventamos, para treinar os modelos que sustentam o teclado Gboard. Isso combina com êxito alguns dos métodos mais avançados para proteger ainda mais sua privacidade.


Da mesma forma como tornamos o Chromium open source para contribuir com a internet aberta, transformamos nossa biblioteca de privacidade diferencial para o formato open source para facilitar o desenvolvimento de produtos com privacidade pela indústria. Agora ela está sendo ampliada para novas linguagens de programação (Java e Go), de modo que mais desenvolvedores possam usar aprendizado de máquina para fortalecer modo de proteção à privacidade.


O Google vai continuar trabalhando À medida que implementamos avanços na privacidade e na segurança dos nossos produtos, continuamos a defender regulamentações sobre dados sensíveis em todo o mundo, incluindo uma legislação federal forte e abrangente sobre privacidade nos EUA. Para colaborar com esse trabalho, publicamos um modelo para normas responsáveis de proteção de dados baseado em leis de privacidade e modelos ao redor do mundo, como o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR), e em nossa própria experiência na construção de ferramentas com foco em privacidade.


Enquanto políticos seguem com seus trabalhos, nós continuaremos com o nosso – desafiando nós mesmos a construir produtos úteis com menos dados e elevando o nível da privacidade para todos.