Acesse o menu principal
Blog do Google Brasil
Notícias

Como funcionam as políticas de transparência do Google Notícias



Para uma fonte de notícias, fornecer informações sobre as reportagens que publica e sobre seu site é uma forma importante de conquistar a confiança do público. Isso pode incluir, por exemplo, a data de publicação do texto e a assinatura do jornalista responsável, bem como dados sobre o autor, a fonte da informação, a empresa ou a rede por trás do artigo e canais para o leitor entrar em contato se quiser. Com isso, o público tem acesso fácil e rápido a informações tanto sobre o conteúdo que está lendo, assistindo ou ouvindo, quanto sobre as pessoas responsáveis pela criação da matéria.


A transparência é também um elemento fundamental das políticas de notícias do Google. Essas políticas ajudam a determinar o que pode aparecer no Google Notícias e em outras plataformas de informação jornalística, e servem para assegurar que o destaque seja dado a fontes confiáveis e respeitadas. Hoje vamos contar um pouco mais sobre nossa política de transparência, pois queremos ajudar as fontes de notícias a compreender os princípios que norteiam essas regras, na prática.


Para determinar o que representa transparência por parte das fontes de conteúdo jornalístico, o Google leva em consideração as informações que qualquer pessoa pode procurar quando deseja avaliar a credibilidade de um site. São informações que sabemos serem importantes com base em pesquisas acadêmicas, melhores práticas jornalísticas e em testes conduzidos com nossos usuários.
O ecossistema global de notícias é diverso e está em constante transformação. Por isso, para que nossa política de transparência seja inclusiva e capaz de se adaptar às mudanças no setor, temos outros princípios que orientam nosso trabalho:

Nossos princípios, na prática

Nossos sistemas foram projetados para usar esses princípios norteadores na hora de avaliar se um site respeita nossa política de transparência. Quando olhamos para o conteúdo, buscamos informações que ajudem os usuários a entender rapidamente o contexto da matéria e quem são os jornalistas responsáveis. Isso inclui, por exemplo, a assinatura da matéria (com frequência com um link para mais informações sobre a trajetória e a área de especialização do jornalista), a data de publicação do texto e uma espécie de etiqueta que indica o tipo de artigo (se é uma notícia ou um artigo de opinião, por exemplo). 


No site como um todo, procuramos informações que ajudem o leitor a compreender o objetivo da publicação, a estrutura da empresa e o tipo de notícia que se pode esperar daquela publicação. Várias coisas podem estar incluídas aí, como a descrição da missão ou propósito do veículo, políticas e normas editoriais, informações sobre a equipe que compõe a redação (profissionais das áreas editorial e comercial), dados específicos de contato e outras informações importantes como nomes dos donos da empresa ou das fontes que financiam aquele trabalho jornalístico (recursos do governo, relação com partidos ou comitês políticos, etc.).


A transparência exige uma abordagem bem pensada, capaz de abarcar diferenças nas leis de cada lugar, nas filosofias editoriais e nos recursos de cada veículo – além de precisar ser dinâmica e refletir padrões em constante evolução. Esperamos que o compromisso descrito aqui e que nossas políticas relacionadas a notícias ajudem pessoas de todo o mundo a se manterem bem-informadas, e apoiem o reconhecimento do trabalho dos veículos de imprensa.

  • Consideramos diferentes expectativas, práticas regionais e de países em relação à transparência. Isso é especialmente válido para áreas onde a liberdade de imprensa é menor – e onde práticas como colocar o nome do jornalista responsável por uma reportagem pode representar um risco considerável àquela pessoa; 
  • Observamos uma série de fatores e avaliamos diversas práticas editoriais. Isso ajuda a assegurar que diferentes filosofias editoriais – como publicar artigos sem assinatura – não afetem a credibilidade de uma fonte notoriamente confiável; 
  • Buscamos informações claramente disponíveis aos usuários, de modo que tanto sites maiores e mais sofisticados tecnicamente quanto sites menores, que usam textos simples para transmitir informações, estejam em pé de igualdade.