Acesse o menu principal
Blog do Google Brasil
Maps

I/O 2022: Visão imersiva e mais atualizações no Google Maps

Article's hero media

O Google Maps ajuda mais de um bilhão de pessoas a se orientar e explorar o mundo. Ao longo dos últimos anos, nosso investimento em inteligência artificial (IA) impulsionou a capacidade de oferecer as informações mais úteis sobre o mundo real – incluindo horário de funcionamento de lojas e estabelecimentos comerciais ou se o ônibus que a pessoa quer pegar está lotado. Hoje, durante o evento Google I/O, mostramos como os mais recentes avanços em IA vêm transformando o Maps. Tudo isso ajuda as pessoas a explorar o mundo com uma visão nova e imersiva, encontrar a rota que consome menos combustível e usar a mágica do Live View nos aplicativos preferidos de cada um.

Mapas mais imersivos e intuitivos

O Google Maps foi lançado originalmente para ajudar as pessoas a se orientarem e chegarem ao seu destino. De lá para cá, a ferramenta evoluiu e se transformou em algo bem maior: é uma companheira muito útil quando a gente quer encontrar o restaurante perfeito ou obter informações sobre uma loja ou comércio de bairro. Graças a avanços em visão por computador e inteligência artificial, que permitem unir bilhões de imagens aéreas ao Street View para criar um modelo digital detalhado do mundo, podemos apresentar hoje uma forma inovadora de explorar nossos arredores usando o Maps. A nova visualização imersiva permite experimentar a sensação de estar num bairro, num ponto histórico, num restaurante ou num local popular – e até ter a sensação de que a gente está ali mesmo, antes de colocar os pés lá dentro. Não importa se você vai viajar para um lugar desconhecido ou se quer descobrir tesouros locais: a visualização imersiva ajuda a tomar as melhores decisões, antes mesmo de chegar lá.

Digamos que a pessoa está planejando uma viagem para Londres e quer saber quais os principais pontos turísticos e restaurantes. Basta uma pesquisa rápida para sobrevoar virtualmente o bairro de Westminster e ver de perto a linda arquitetura de pontos como o Big Ben. Junto com as informações úteis oferecidas pelo Google Maps, é possível ainda usar uma “régua do tempo” para conferir o visual de cada região em diferentes momentos do dia ou condições de temperatura, e descobrir quais são os lugares mais movimentados. Quer um local gostoso para almoçar? Desça até o nível da rua para explorar os restaurantes da região e ver informações úteis, como a lotação do local ou o trânsito ao redor. Dá até para olhar lá dentro e sentir o clima, antes mesmo de fazer a reserva.

E o melhor: a visualização imersiva funciona praticamente em qualquer aparelho ou celular. Ela começará a ser lançada em Los Angeles, Londres, Nova York, São Francisco e Tóquio até o final deste ano, e mais cidades virão em breve.

A visualização imersiva permite explorar e sentir o clima de um lugar antes mesmo de chegar lá.

Atualização sobre rotas sustentáveis

Além de facilitar na hora de conhecer e explorar lugares, queremos ajudar as pessoas a chegar lá de um jeito mais sustentável. Recentemente, lançamos as rotas sustentáveis nos Estados Unidos e no Canadá. Com elas, o usuário pode ver e escolher o percurso que consome menos combustível para chegar a um determinado local, sempre que solicita instruções para ir de carro. Além de ser mais sustentável, essa visualização garante economia na hora de encher o tanque. Desde que lançamos esse recurso, as pessoas já usaram as rotas sustentáveis para fazer 86 bilhões de viagens, o que representa uma redução equivalente a meio milhão de toneladas métricas de emissões de CO2 – ou equivalente a tirar cem mil carros das ruas. Queremos dobrar esses números, e estamos a caminho de fazê-lo à medida em que ampliarmos o recurso para outros lugares como a Europa, por exemplo.

rotas sustentáveis

As rotas sustentáveis ajudaram a reduzir cerca de meio milhão de toneladas métricas de emissões de CO2

A mágica do Live View - agora disponível nos seus apps preferido

O Live View ajuda as pessoas a encontrar o caminho quando estão a pé. O recurso usa realidade aumentada (RA) para mostrar setas e instruções úteis, sobrepostas ao mundo real à nossa frente. O Live View é especialmente interessante quando a pessoa está percorrendo áreas internas e fechadas, que podem ser mais confusas – como aeroportos, shoppings ou estações de trem. Graças à tecnologia baseada em IA do Google, chamada “localização global”, o Maps é capaz de indicar, em segundos, o caminho correto a seguir. Como parte do nosso trabalho para levar a utilidade do Google Maps a mais e mais lugares, passaremos a oferecer essa tecnologia para desenvolvedores, sem custo, com a nova API Geoespacial ARCore.

Os desenvolvedores já usam essa API para fazer aplicativos ainda mais úteis e oferecer um jeito simples de interagir simultaneamente com os mundos físico e digital. A empresa de veículos elétricos compartilhados Lime está fazendo um piloto com essa API em Londres, Paris, Tel Aviv, Madri, San Diego e Bordeaux. O objetivo é ajudar usuários de bicicletas e patinetes elétricas a estacioná-las de forma responsável, sem interromper ou atrapalhar a circulação de pedestres. Telstra e Accenture também estão usando a API para ajudar torcedores e frequentadores de shows a encontrar assentos, camarotes ou banheiros em jogos e apresentações no Marvel Stadium, na cidade de Melbourne. Já a DOCOMO e a Curiosity estão criando um novo game que permite lutar contra dragões virtuais, ao lado de amigos-robôs, em cenários lendários e reais de Tóquio, como a famosa torre de TV da capital japonesa. A nova API Geoespacial já está disponível para desenvolvedores ARCore em todos os lugares onde o Street View pode ser usado.

A inteligência artificial vai continuar desempenhando um papel central para garantir que o Google Maps siga sendo a ferramenta de mapas mais abrangente e útil para usuários do mundo inteiro.