Acesse o menu principal
Blog do Google Brasil
Google News Initiative

GNI lança 2° Desafio da Inovação por jornalismo diverso e sustentável



Hoje estamos lançando o segundo Desafio da Inovação GNI para a América Latina, que financiará projetos focados em novos modelos de negócios e novos produtos, para avançar assim em direção a um ecossistema mais sustentável e diversificado. O Desafio da Inovação é um programa da Google News Initiative, que já teve sua primeira edição em 2019, na qual mais de trezentos projetos participaram e 30 foram selecionados.


A iniciativa busca apoiar a inovação, ao mesmo tempo em que estimula a produção de conhecimento e troca de aprendizados entre os veículos de comunicação. Para fazer isso, o Google financiará projetos selecionados com até US$ 250.000 e até 70% do custo total do projeto. O objetivo é também o de apoiar a busca pela sustentabilidade no jornalismo na América Latina a médio e longo prazo, o que tem sido foco de trabalho constante nos últimos anos.


Buscamos fortalecer o desenvolvimento de novos modelos de negócio de forma inclusiva, e por isso este Desafio da Inovação permite que jornalistas e organizações jornalísticas de qualquer porte se candidatem. Sejam empresas nativas digitais, startups, ONGs, jornais ou freelancers. A única condição é que os participantes sejam incorporados ou baseados em um dos países elegíveis da região.


A iniciativa busca colaborar com o fortalecimento de um ecossistema mais plural, não só pelas métricas alcançadas, mas também pelo impacto que os projetos podem ter nos países e no desenvolvimento social das comunidades.


Neste ano, aceitaremos projetos ancorados em princípios de diversidade e que proponham inovações diretas no ecossistema. Fazem parte dos critérios de avaliação o impacto que essas iniciativas podem ter nas comunidades e no ecossistema midiático, inovação nas formas de distribuição e financiamento das mídias digitais, geração de conhecimento, viabilidade e capacidade de realização de projetos. As inscrições serão avaliadas por uma equipe composta por profissionais do Google em toda a América Latina e por um júri. Como parte do processo, a equipe do Google irá pré-selecionar projetos e realizar entrevistas para, em seguida, fazer uma recomendação final dos projetos a serem avaliados pelo júri. Os selecionados terão acesso ao financiamento, que pode ser no valor total solicitado ou parcial.
As inscrições estão abertas do dia 16 de março até 3 de maio de 2021, às 23h59. Os formulários devem ser apresentados em inglês e a ficha de inscrição, na qual deve ser feita a descrição do projeto, pode ser consultada aqui. Não queremos que isso seja um obstáculo para que ninguém se inscreva, portanto, os textos que forem traduzidos para o inglês por meio de qualquer plataforma, como o Google Tradutor, serão aceitos.


Convidamos todos os interessados a participar no dia 23 de março, às 16h, da GNI Live sobre Desafio da Inovação, em português, uma sessão ao vivo na qual será possível fazer perguntas e tirar dúvidas sobre o programa e o processo de inscrição. Não perca! 

Apoiando inovação e sustentabilidade

Num ambiente sob constante mudança e em busca de novos modelos que tragam sustentabilidade ao setor de comunicação, entendemos ser fundamental incentivar o desenvolvimento e a visibilidade de iniciativas inovadoras que enriquecem o ecossistema jornalístico. Procuramos, assim, financiar projetos inovadores que tragam propostas sobre a sua sustentabilidade e abram novas perspectivas de negócios para seus veículos. 


“Elas no Congresso” foi um dos projetos selecionados na primeira edição do programa. A gerente de projetos do Instituto AzMina, Bárbara Libório, fala sobre o impacto do apoio da GNI nos negócios. “No último ano, aprendemos sobre o desenvolvimento de tecnologia e gestão de produtos no jornalismo, nos unimos a organizações que advogam por dados abertos para comunicação, nos tornamos referência sobre o monitoramento de direitos no Congresso e, principalmente, no cenário de inovação no jornalismo. Tudo isso não teria sido possível sem a Google News Initiative.” 


Natália Viana, do Reload, outro dos projetos apoiados pelo Desafio da Inovação, afirma que o programa “se tornou um edital fundamental para o jornalismo no continente, porque fomenta a inovação das mais variadas formas”. “O projeto Reload jamais existiria sem o apoio da GNI. E desde a sua fundação, há 6 meses, já criamos uma variedade de formatos de storytelling sem precedentes”, diz.


Conheça mais sobre este e outros projetos brasileiros selecionados na primeira edição do desafio, em 2019, e inspire-se:
O Desafio da Inovação da GNI foi criado para incentivar jornalistas e organizações inovadoras a construir uma indústria mais diversa, com maiores oportunidades e com grande impacto sobre as comunidades onde atuam. Desse modo, reafirmamos nosso compromisso com o futuro do jornalismo e com o acesso à informação na América Latina e no resto do mundo.

  • Radar Aos Fatos: em sua versão beta, o Radar Aos Fatos mapeia e reúne em uma só plataforma redes de conteúdo de baixa qualidade sobre diversos termos (como 'COVID-19'), além de padrões de linguagem com potencial desinformativo na internet. Visando sua sustentabilidade, o projeto inclui também a oferta de conteúdo exclusivo por meio de assinatura. 
  • Radar do Congresso: plataforma do Congresso em Foco de jornalismo de dados traz um amplo conjunto de informações sobre congressistas brasileiros como seu perfil, histórico de votações, propostas, gastos, discursos, patrimônio e desempenho em eleições.
  • Cruza Grafos: projeto da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) inclui criação de uma ferramenta que permite explorar conexões entre empresas, instituições e pessoas públicas. A plataforma está disponível ao público em geral, mas se volta, principalmente, a contribuir com o trabalho de jornalistas dedicados a trabalhos investigativos.
  • Elas no Congresso: projeto desenvolvido pelo Instituto AzMina monitora como cada deputada(o) e senadora(o) tem atuado em leis relevantes que tratam sobre direitos das mulheres brasileiras, incluindo um ranking atualizado das parlamentares mais favoráveis à causa no país. A organização pretende ainda dar visibilidade à possibilidade de produzir projetos de jornalismo de dados customizados sob demanda.
     
  • Reload: o projeto, formado por um consórcio de dez organizações jornalísticas – ((o))eco, Agência Lupa, Agência Pública, Amazônia Real, Congresso em Foco, Énois, Marco Zero Conteúdo, Ponte Jornalismo, Projeto #Colabora e Repórter Brasil –, busca levar informação ao público jovem por meio de formatos inovadores, guiados por dados. Saiba mais sobre o Reload aqui.