Acesse o menu principal
Blog do Google Brasil
Acessibilidade

Dia Mundial da Conscientização sobre a Acessibilidade: como qualquer pessoa pode tornar o Maps mais acessível

Dia Mundial da Conscientização sobre a Acessibilidade

Ilustração mostra duas pessoas sentadas ao redor de uma mesa com dois copos nas mãos, uma está sentada em uma cadeira e a outra em uma cadeira de rodas
O Google Maps quer ajudar todas as pessoas a circular, conhecer e fazer coisas por aí. Esse trabalho inclui pessoas com deficiência. Uma forma de garantir que nossos mapas tragam informações atualizadas e detalhadas – como, por exemplo, se um restaurante tem mesas acessíveis para cadeirantes – é contar com nossa comunidade de Guias Locais. Para comemorar o Dia Mundial de Conscientização sobre a Acessibilidade, vamos compartilhar dicas oferecidas pelos guias para qualquer pessoa que queira contribuir para um mundo mais acessível - dentro e fora dos nossos mapas.

Na hora de escrever comentários e críticas sobre estabelecimentos, inclua itens de acessibilidade

Quando você escreve um comentário ou crítica no Google Maps, é possível criar seu próprio modelo e incluir itens de acessibilidade. Ter uma lista prévia de itens importantes ajuda a não deixar de fora nenhuma informação.

O Guia Local Tushar Suradkar, da Índia, criou um sistema para garantir que todas as críticas publicadas por ele incluam informações importantes sobre acessibilidade: piso tátil para pessoas com deficiência visual, acesso por rampas, entrada, banheiros, estacionamento e elevadores para cadeirantes. Toda vez que Tushar escreve um comentário, ele preenche um modelo que ele mesmo criou, mostrando essas informações de forma clara e visível, para que os usuários encontrem imediatamente. 
Além disso, o guia indiano tem um selo de Aprovado/Recusado para acessibilidade, que coloca quando sobe fotos no Google Maps. Isso facilita a vida de outros usuários que estejam em busca desse tipo de informação. “Tenho baixo índice de visão desde a infância”, conta ele. “Por isso, sei que lugares que frequentamos no dia a dia, como hospitais, pontos de ônibus, bancos e edifícios comerciais, precisam ser mais acessíveis para pessoas com problemas de visão”.

Dia Mundial da Conscientização sobre a Acessibilidade

Foto de tela de um comentário no Google Maps feito pelo Guia Local Tushar Suradkar, que mostra a lista de informações sobre acessibilidade

Inclua características de acessibilidade nos lugares que você frequenta

O Google Maps já tem características para indicar se e como os lugares são acessíveis. Elas incluem entrada, banheiros, assentos, estacionamento e elevadores acessíveis para cadeirantes. Para aumentar a lista de itens, lançamos um atributo para sistemas de som, que indica lugares como cinemas ou bibliotecas dotados de sistemas compatíveis com aparelhos auditivos. Você também pode acrescentar características e atributos aos locais que visita. Caso seja proprietário ou gerente de um estabelecimento que tenha um Perfil Comercial verificado pelo Google, também pode incluir essas características em seu perfil na Busca e no Maps.

Conheça nossas ferramentas de acessibilidade
Funcionários ou donos de estabelecimentos comerciais têm várias formas de aumentar a acessibilidade desses lugares. Os recursos Live Transcribe, Live Caption e TalkBack do Android ajudam a criar um ambiente mais acessível. O Live Transcribe permite que pessoas surdas ou com deficiência auditiva possam conversar usando apenas um celular Android. Já o Live Caption coloca legendas automáticas em vídeos, podcasts e mensagens de áudio - mesmo naquelas que a própria pessoa grava. Basta um único toque na tela. E a versão renovada do recurso TalkBack do Android utiliza feedback falado para ler em voz alta notificações, aplicativos e muito mais. Essas ferramentas podem ser usadas tanto com colegas de trabalho quanto com clientes.

Ajude a espalhar a acessibilidade
A comunidade de Guias Locais sempre ajudou o Google Maps a ser mais acessível, garças a suas contribuições. Na Nigéria, o Guia Local Emeka Ulor convenceu mais gente a incluir informações sobre acessibilidade no Maps e torná-lo mais inclusivo. Emeka lançou o projeto One Accessibility, recrutou mais de vinte voluntários e organizou mais de cem encontros para incentivar as pessoas a colocar dados sobre acessibilidade no Google Maps. Ele afirma que, até março de 2021, já havia feito mais de 53 mil contribuições, verificado mais de 40 mil informações e garantido 36 milhões de visualizações no Google Maps. Seus comentários sobre estabelecimentos incluem informações sobre estacionamento, entradas, banheiros acessíveis para cadeirantes, iluminação para pessoas com baixo índice de visão e informações em Braille que ajudam os usuários a saber se os lugares são acessíveis antes mesmo de chegar lá.

Listas com curadoria de lugares acessíveisOutra forma de aproveitar os conhecimentos das pessoas que moram no local é criar listas abertas no Google Maps. Asongfac Lily Rospeen, uma Guia Local da região sudoeste de Camarões, faz uma curadoria de listas no Maps para dar destaque a lugares perto de onde ela vive, com características acessíveis para cadeirantes. Uma dessas listas é a Accessibility Buea, que inclui bancos, hotéis, hospitais, livrarias, farmácias e supermercados acessíveis para cadeirantes na área de Buea.
Para mais informações sobre o trabalho dos Guias Locais e de tantas outras pessoas para tornar o Google Maps mais acessível, clique aqui.