Acesse o menu principal
Blog do Google Brasil
Google News Initiative

Saiba como apoiamos redações durante a pandemia

Article's hero media

Quando a pandemia de COVID-19 tomou o mundo de incertezas, manter o jornalismo fortalecido para levar informações confiáveis às pessoas se tornou uma missão ainda mais essencial para nós. Foi aí que nasceu o Fundo de Auxílio Emergencial ao Jornalismo.

Organizado pela Google News Initiative, o fundo beneficiou mais de 370 veículos brasileiros e distribuiu R$ 17 milhões durante o auge da pandemia. O Brasil foi o segundo país que mais recebeu recursos, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Elaine Silva, diretora da Alma Preta Jornalismo, que foi um dos veículos contemplados pelo Fundo, conta como o recurso foi útil para a redação:

"O Auxílio nos ajudou a manter a qualidade e ter todos os colaboradores trabalhando. Não demitimos ninguém e crescemos dentro desse cenário, porque dobramos a quantidade de informação que é levada hoje para o povo periférico", disse Elaine Silva.

Elaine explica que a ajuda do Fundo serviu também para potencializar a produção de conteúdo em áudio e vídeo, aumentando o leque de formatos possíveis para levar informações ao público, especialmente quando se considera o recorte racial e social:

"O Google é fundamental para garantir a existência de notícias confiáveis na internet, combatendo fake news e garantindo que a mídia preta e negra, independente e periférica, possa levar seu trabalho para quem, de fato, tem que ver e consumir nossas notícias."

Fundo de Auxílio ao Jornalismo - Alma Preta
10:25

Fortalecendo o jornalismo regional

Com a intensificação da cobertura da pandemia na região de Bragança Paulista, a 86 quilômetros de São Paulo, o jornal online Em Pauta cresceu tanto no período que precisou trocar de nome. Ana Maria de Oliveira, diretora de jornalismo, explica a transição do Bragança em Pauta para o nome atual:

"Estávamos levando as notícias da pandemia para a região inteira, além de Bragança Paulista. Somos locais, mas regionalizados. Conseguimos mudar para um provedor (de site) maior e isso só foi possível com a ajuda do Fundo", afirma.

O Em Pauta conseguiu manter todos os colaboradores no time. O recurso também serviu para comprar equipamentos de trabalho e diminuir a dependência de anunciantes.

"A primeira coisa que aconteceu quando estourou a pandemia foi que as empresas locais pararam de anunciar. A gente teria desistido se não fosse pelo Fundo."

Antes com "visual de blog", hoje o Em Pauta tem números de acessos triplicados, além de 24 canais de envio de notícias por celular. Segundo Ana Maria, agora "o jornal conseguiu se consolidar como uma fonte de informação regional".

Adaptação de formatos durante a crise

O jornal O Vale, com sede em São José dos Campos, a 98 quilômetros de São Paulo, teve até seu formato transformado pela pandemia.

Para facilitar o isolamento social da equipe e aprofundar a cobertura, o jornal do Vale do Paraíba deixou de ser impresso todo dia, como explica o editor-chefe Guilhermo Codazzi: "Entendemos que seria melhor mudar nossa estratégia: manter uma edição impressa semanal que aprofundasse os temas e investir pesado no digital."

Guilhermo conta que a ajuda do Fundo de Auxílio foi fundamental nesse processo de adaptação. A redação manteve todos os colaboradores e "o jornal nunca foi tão lido". O incentivo do auxílio ainda abriu espaço para criar novos produtos, como um site verificador de notícias e outro focado nos leitores mais jovens.

Fundo de Auxílio ao Jornalismo - O Vale
10:25

Fundo Emergencial pelo mundo

Dados da Google News Initiative mostram que o Fundo de Auxílio Emergencial ao Jornalismo distribuiu US$ 39,5 milhões para mais de 5.600 redações jornalísticas em 115 países.

Em abril de 2020, os veículos interessados preencheram um formulário de inscrição e a distribuição dos valores levou em conta o tamanho e o local das redações selecionadas.