Acesse o menu principal
Blog do Google Brasil
Proteção & Segurança

I/O 2022: Como tornamos todos os dias mais seguros com o Google

Article's hero media

O Google trabalha todos os dias por uma internet mais segura. Fazemos isso ao garantir que nossos produtos tenham a segurança como item padrão e tragam a privacidade em sua estrutura, colocando nas mãos de cada usuário o controle sobre os próprios dados. Assim, oferecemos segurança para cada vez mais gente no ambiente virtual – mais do que qualquer outra empresa do mundo.

Segurança por padrão em face das ameaças cibernéticas

Atualmente, vemos um número sem precedentes de ataques cibernéticos em escala ampla e global. Os alvos não são apenas grandes empresas ou órgãos do governo, mas também hospitais, empresas de eletricidade, bancos, escolas e pessoas físicas. Todos os dias o Google garante a segurança dos dados das pessoas, graças a tecnologias de ponta, proteções automáticas inseridas em nossos produtos e a um trabalho constante de pesquisa e identificação de vulnerabilidades.

Nossas equipes especializadas combatem sem cessar as ameaças existentes e emergentes. O Grupo de Análise de Ameaças (TAG, na sigla em inglês) é um exemplo disso. Essa área do Google tem acompanhado atividades cibernéticas críticas para manter a Ucrânia, países europeus vizinhos e outras nações informadas sobre campanhas relativas à guerra. Também ampliamos nosso apoio ao Project Shield, que agora protege os sites de mais de 200 entidades de governo, veículos de imprensa e outros na Ucrânia.

A preocupação com cibersegurança não se restringe a zonas de guerra. Mais de 80% dos americanos afirmam se preocupar com a segurança e a privacidade de seus dados online. Por isso, construímos uma das infraestruturas de segurança mais avançadas do mundo, para garantir que a segurança seja um item padrão em tudo o que fazemos. Agora, essa infraestrutura está ajudando a garantir a segurança dos usuários em grande escala:

  • Status de segurança da conta: Estamos acrescentando o status de segurança aos recursos da sua Conta do Google. As atualizações trazem o ícone simples de um alerta amarelo na foto de perfil, que indica quais ações a pessoa deve tomar para assegurar a proteção da conta.

Vídeo mostra funcionamento do Status de Segurança

  • Proteções contra phishing no Google Workspace: Estamos ampliando as proteções contra phishing e malware que resguardam Gmail, Google Documentos, Planilhas e Apresentações.
  • Verificação automática em duas etapas: Continuamos trabalhando por um futuro mais seguro e sem senhas, graças à inscrição automática no processo de verificação em duas etapas (2SV). Com isso, a segurança da Conta do Google aumenta imediatamente, e há uma redução no risco de phishing. Essa medida se soma ao trabalho já realizado no ano passado de inscrever automaticamente mais de 150 milhões de contas na 2SV e assim reduzir a perda de acesso a contas.
  • Cartões virtuais: As pessoas fazem cada vez mais compras pela internet. Nesse cenário, garantir a segurança de informações de pagamento é essencial. Estamos lançando os cartões virtuais no Chrome e também para Android. Ao usar o recurso de preenchimento automático para digitar as informações de pagamento na hora de concluir a compra, os cartões virtuais vão representar uma camada adicional de segurança, pois substituem o número do cartão real por um número virtual diferente. Isso acaba com a necessidade de digitar manualmente informações do cartão na hora do pagamento, como o código de verificação. Os cartões virtuais podem ser administrados de forma simples e fácil no pay.google.com, onde também é possível habilitar esse recurso para os cartões elegíveis, acessar o número do seu cartão virtual e visualizar as operações mais recentes. Os cartões virtuais serão lançados em meados do ano nos Estados Unidos, para as bandeiras Visa, American Express e todos os cartões Capital One. A Mastercard vai entrar para a lista posteriormente, ainda este ano.
Gif mostra funcionamento do cartão virtual

Produtos úteis que trazem privacidade como item padrão

Temos o compromisso de projetar produtos úteis e, ao mesmo tempo, proteger a privacidade das pessoas. Os engenheiros e as engenheiras do Google são pioneiros no desenvolvimento em código aberto de diversas tecnologias de proteção de privacidade, entre elas Aprendizado Federado e Privacidade Diferencial. Ambas se tornaram amplamente disponíveis no início deste ano, quando começamos a oferecer nossa biblioteca de Privacidade Diferencial para Python como uma ferramenta gratuita e aberta (open source) – que hoje já chega a mais da metade dos desenvolvedores do mundo.

Agora esse trabalho está ficando ainda maior graças à introdução da Computação Protegida (Protected Computing) – uma caixa de ferramentas tecnológicas, cada vez mais bem-equipada e capaz de transformar como, quando e onde os dados são tratados. Isso cria a garantia técnica de que os dados permanecerão privados e seguros. Fazemos isso da seguinte maneira:

  • Minimizando a pegada dos dados de usuários: Usar técnicas como processamento edge e efemeridade permite reduzir a quantidade de dados que podem ser identificados a um indivíduo.
  • Desidentificando dados: Por meio de “desfoque” e randomização de sinais identificáveis, ou adicionando ruído estatístico, usamos uma ampla gama de técnicas de anonimização para remover a sua identidade dos seus dados.
  • Restringindo acesso: Tecnologias como criptografia de ponta-a-ponta e enclaves seguros permitem tornar tecnicamente impossível para qualquer pessoa – inclusive para o Google – acessar os dados sensíveis de um usuário.

Atualmente, a Computação Protegida permite usar recursos importantes, como a Resposta Inteligente do Messages by Google e a Tradução ao Vivo no Pixel. Embora estejamos sempre trabalhando para inovar com aplicações diferentes em nossos produtos, estamos igualmente focados no uso de Computação Protegida para aproveitar todo o potencial dos dados em benefício da sociedade como um todo. Como exemplo, é possível permitir bancos de dados agregados e anonimizados ainda mais robustos, e assim fazer coisas como ajudar cidades a reduzir a pegada de carbono ou acelerar novos avanços da medicina.

O controle das suas informações pessoais está nas suas mãos

Privacidade é algo pessoal, e o conceito de segurança varia de uma pessoa para outra. Por isso, as proteções de privacidade e segurança do Google são fáceis de acessar, monitorar e controlar. Hoje estamos apresentando duas novas ferramentas que dão aos usuários ainda mais controle sobre os próprios dados:

  • Resultados sobre você disponíveis na Busca: Quando usamos a internet, é importante ter controle sobre como nossas informações pessoais podem ser encontradas. Essa nova ferramenta permite acompanhar as regras e políticas atualizadas para retirada de conteúdo. Com isso, fica mais fácil solicitar a retirada de resultados da Busca que contenham, por exemplo, informações pessoais de contato como número de telefone, endereço residencial ou e-mail. Esse recurso estará disponível ao longo dos próximos meses no aplicativo Google, e também é possível acessá-lo clicando nos três pontinhos ao lado de cada resultado individual da Busca.

Resultados de Busca sobre você
  • My Ad Center: Queremos facilitar ainda mais a vida das pessoas na hora de controlar os anúncios que cada um visualiza. No final deste ano, lançaremos mais controles nas configurações de privacidade de anúncios: uma forma de escolher quais marcas a pessoa quer ver mais ou menos, e um jeito simples de optar por personalizar (ou não) as propagandas exibidas. My Ad Center oferece aos usuários ainda mais controle sobre os anúncios visualizados no YouTube, na Busca e no feed do Discover, e continua permitindo bloquear e reportar anúncios. Será possível escolher os tipos de anúncio que o usuário deseja ver – tais como fitness, casas de aluguel por temporada, produtos de beleza – e saber mais sobre as informações que o Google usa para exibir essas peças publicitárias.

Para mais informações sobre como ficar mais seguro com o Google, visite a Central de Segurança do Google.